Design thinking no design de embalagens: como usar essa ideia?

Design thinking no design de embalagens: como usar essa ideia?

Quem trabalha com desenvolvimento de projetos e estratégias, já deve ter se deparado com o conceito de design thinking. Um trabalho, por exemplo, de identidade visual e comunicação é um projeto que envolve tanto a empresa quanto uma equipe de profissionais de diferentes especialidades para entregar as necessidades do negócio. Se esta necessidade é por um design de embalagem, o projeto pode muito bem utilizar o design thinking.

Neste artigo, vamos apresentar essa metodologia e algumas ideias de aplicação nos trabalhos voltados para comunicação visual e desenvolvimento de embalagens. Como você vai conferir nos próximos tópicos, existem etapas e conceitos que marcam o design thinking e o diferenciam de outros métodos.

Continue lendo para entender a relação entre estes dois elementos.

O que é design thinking?

Uma ideia muito ligada à inovação, o design thinking se volta para o processo de trabalho criativo de designers e outros profissionais, para encontrar características comuns ao desenvolvimento dos projetos. Assim, o design thinking pode ser definido como uma abordagem criativa focada no ser humano, que se baseia na multidisciplinaridade, colaboração e registro mais realização de pensamentos e processos, sempre com o objetivo de propor alternativas que levam a soluções inovadoras.

No design thinking, os processos são sempre ágeis e resumidos, o que exige pesquisa, atuação rápida, testagem e correção. Dentro de três etapas, descritas mais à frente, qualquer projeto pode ser desenvolvido e lançado. Justamente por isso, o design thinking é utilizado para necessidades variadas de uma empresa, desde tecnologias e softwares até o design de produtos, projetos de decoração e afins.

A metodologia do design thinking pode ser aplicada aos projetos de designers gráficos, partindo da utilização das cinco etapas. Vamos explicar essa utilização em mais detalhes, agora.

Necessidades do design de embalagens

Uma embalagem, dependendo é claro do produto que ela entrega, tem que cumprir com algumas necessidades e funções básicas. Proteção, logística, apresentação, diferencial competitivo, informação e divulgação são alguns dos pontos levantados que indicam para a importância de começar um design de embalagens.

Inovar e ser original é interessante, considerando, em primeiro lugar, também a funcionalidade do produto. A embalagem é parte do produto, logo deve ser de qualidade para agregar valor e experiência para o consumidor. Todos estes elementos são considerados e facilmente acionados em um projeto com design thinking.

Utilizando o design thinking

Resumidamente, o design thinking é uma metodologia utilizada para a resolução de um problema partindo da experimentação e da abordagem prática, mão na massa. Para desenvolver um projeto dentro dessa ideia, são cinco etapas:

Imersão

É a etapa de pesquisa e levantamento de informações relevantes para o projeto. Pode envolver o contato direto com as pessoas que identificam o problema ou necessidade, fazendo uma imersão em seu mercado, dia a dia, etc. Corresponde, por exemplo, ao briefing necessário para começar um projeto de identidade visual e design.

Análise e Síntese

O próximo passo é a interpretação do briefing, em que as informações coletadas devem ser organizadas para fácil visualização e leitura. Elementos visuais ajudam a resumir melhor os problemas, necessidades e desejos relacionados ao projeto.

Ideação

Através da colaboração e de brainstorms, partindo da análise e resumo do problema, são levantadas todas as ideias possíveis para ajudar no projeto. A criatividade e inovação são incentivadas, considerando todos os elementos que serão envolvidos para a resolução do problema – no caso, o design das embalagens.

Prototipação

As ideias são tiradas do papel através dos protótipos. Nas embalagens, podem ser produzidos e impressos exemplos que já serão montados de acordo com o produto, processo que ajuda na visualização da peça final e também dá uma noção mais aproximada sobre o que será aprovado e entregue.

Validação e Implementação

É o teste das ideias e protótipos, considerando sua adequação à estratégia, ao ambiente e ao público de contato. Daqui saem os possíveis ajustes ou melhorias para a embalagem, voltando dentro das etapas do design. Testar, validar e então implementar o produto é importante para ter sucesso nos objetivos, além de corresponder a uma economia para a empresa.

Este é apenas um resumo da relação do design de embalagens com o design thinking. Para se aprofundar neste tema, baixe nosso e-book de 10 dicas de Design de Embalagem para seu produto e conheça outros elementos importantes nesta estratégia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *