Conheça a importância e as funções da embalagem de produto

Conheça a importância e as funções da embalagem de produto

A embalagem de um produto serve a diversos propósitos, que variam de acordo com o produto em si. Não se pode usar a mesma embalagem para um apetrecho eletrônico e para um alimento, por exemplo, nem em questão de material, design ou informações obrigatórias conforme regulamentações.

Por isso, toda embalagem deve ser bem pensada e desenhada de forma que seja funcional e de qualidade de acordo com o produto específico. Mas a importância e as funções da embalagem de produto vão além da simples conservação e/ou do transporte dos produtos. Ela também é essencial para as estratégias de comunicação e marketing da empresa, sendo uma apresentação do negócio principalmente para quem faz um primeiro contato.

Entenda mais sobre todas as funções da embalagem de produto a seguir!

Por que as embalagens são importantes?

As primeiras coisas que vêm à mente quando falamos sobre embalagens é a proteção, conservação e transporte que dependem dela. Afinal, ninguém quer comprar coisas já quebradas, danificadas ou extraviadas. São papéis básicos e fundamentais, mas não são os únicos.

As embalagens são tão importantes para empresas de todo segmento, que são consideradas parte vital da atividade econômica de um país. Suas características garantem que o consumidor esteja adquirindo um produto seguro para sua saúde, e que seja educado sobre isso antes de comprá-lo. Isso é garantido por regulamentações da Anvisa, do Inmetro e outros tantos órgãos nacionais e estrangeiros.

Portanto, é claro que, ao longo dos anos, as embalagens foram ganhando cada vez mais importância dentro do esquema geral de compra e venda de bens. Pouquíssimos produtos podem ser comercializados sem embalagem, e há regras para as informações contidas nelas, sempre prezando o melhor para o cliente. Além de tudo, as embalagens também são um canal de comunicação direto.  Ela pode servir para atrair o cliente e até mesmo para ensiná-lo sobre o uso do produto, como você verá mais à frente.

Com um bom design gráfico, a comunicação visual fica muito mais favorecida e de fácil compreensão junto ao público-alvo. O design de embalagem, inclusive, é um instrumento para trabalhar o branding (que também será apresentado em seguida). Antes de tudo isso, vamos conhecer as funções das embalagens?

As funções da embalagem de produto

– Proteção

Ao falar sobre a importância e as funções da embalagem de produto, é claro que todas precisam proteger seu conteúdo com eficácia. Cada produto exige um tipo de material e confecção para obter o máximo de proteção e conservação possível.

Esse fator é muito importante principalmente quando falamos de embalagens para alimentos, que obviamente não podem chegar ao consumidor já estragados. Além disso, não são todos tipos de materiais disponíveis para design de embalagens que podem ser utilizados nessa situação. Nesse aspecto, é essencial seguir as normas da Anvisa para cumprir também com os próximos dois pontos de função das embalagens.

Já produtos frágeis ou químicos como artesanatos, peças de vidro, eletrônicos, cosméticos e produtos de limpeza, entre outros, precisam do mesmo cuidado quanto ao material da embalagem pensando em proteção, apresentação e possíveis vazamentos ou outros riscos.

Provavelmente você já comprou algum item embalado em uma caixa, coberta por um filme plástico e, o próprio produto, envolto com uma proteção em plástico ou papelão – acontece muito com brinquedos, perfumes e eletrônicos. Guarde este exemplo pois retornaremos a ele logo mais.

– Transporte

Toda empresa deve estar atenta à eficiência da embalagem durante os transportes do produto, questão básica ainda pela logística e o armazenamento. Além de chegar até a loja, o produto também precisará ser exposto e transportado pelo cliente de maneira prática.

É pensando nisso que alguns produtos são elaborados já com alças, a exemplo dos pacotes de papel higiênico ou de bebidas, ou com formatos anatômicos e/ou ergonômicos. Ninguém gosta de ter mais trabalho só carregando o que compra, e o armazenamento em casa é outro problemas.

Se seus produtos e correspondentes embalagens não facilitam o transporte, nem na hora da distribuição e nem para os clientes, é provável que seu lucro esteja comprometido.

– Comunicação

A comunicação estabelecida com a embalagem é importantíssima para a fixação da marca. A embalagem precisará informar características e uso do produto, mas também estabelecer um contato que passe os valores da empresa. Como citado, o design de embalagens é uma das pontas para trabalhar branding, a gestão da marca.

Apostar na comunicação visual da sua marca é essencial para atrair clientes e trabalhar significados, valores e benefícios da solução. Com a identidade visual, que inclui o logotipo, a tipografia e as cores próprias da marca, é possível aplicar diferentes elementos de diagramação e design nas embalagens personalizadas de seus produtos.

A conexão com uma marca e seu produto é pessoal, feita diretamente no ponto de venda, e que segue sendo feita com o consumidor depois que ele decide depositar confiança no produto. É uma ponte de identificação e, muitas vezes, a razão da decisão de compra.

E além disso, ter a sua identidade visual nas embalagens é um meio de fortalecer a presença e a lembrança da marca. Ocupar a lista de referências (positivas, claro) na mente dos consumidores pode render mais vendas e um relacionamento duradouro, até mesmo criando promotores de seus produtos.

Retomando o exemplo das embalagens com proteção, compostas por diversas camadas, vale pensar em uma caixa da boneca Barbie. A embalagem mais externa, que faz contato direto com o público, traz as marcas da boneca e do fabricante, instruções básicas, artes e ainda os selos obrigatórios para o ramo de brinquedos infantis.

Esse é um ótimo exemplo de como uma embalagem deve combinar os três elementos e funções apresentados aqui, afinal elas ainda são compactas o suficiente para melhorar o transporte, armazenamento e exposição.

Além das funções técnicas

Trabalhar apenas com esses elementos é uma grande perda de oportunidades, afinal não consideramos fatores como a criatividade, a relação com o público-alvo, a identificação com a própria empresa e, talvez o mais importante, os materiais disponíveis.

As embalagens também podem e devem ser usadas para aumentar a visibilidade do produto, comunicar-se com o consumidor, aumentar a credibilidade da empresa e, como consequência por tudo isso, aumentar as vendas. Embalagens mal projetadas não convencerão o público, e se elas não estabelecerem uma boa comunicação, podem fazer com que um cliente que seria fidelizado acabe perdendo o interesse. Fique atento e considere os pontos levantados aqui.

Para exemplificar melhor como o design de embalagens pode utilizar diferentes elementos para construir boas embalagens, confira agora uma breve lista de especificidades quanto aos materiais desejados.

– Embalagem de plástico

O plástico é uma opção versátil por estar disponível em diferentes composições, formatos e outras características. Esse material, em certas condições, é estéril e por isso muito recomendado para alimentos. Também cobre com muitas outras necessidades, a exemplo das proteções estruturadas e rolos em filme.

Um problema desse material é a crescente preocupação com o ambiente, a utilização de recursos e a redução da produção de lixo. Utilizar o plástico pode não ser a melhor opção para empresas que acreditam e vendem a sustentabilidade e a consciência sobre o planeta. Ao mesmo tempo, indústrias estudam e testam novas formas de produzir e descartar esse material.

Outro ponto de consideração nas embalagens de plástico são as opções de personalização e gravação variadas, o que facilita o desenho e distribuição de elementos da identidade visual de uma marca.

Resumidamente, este material é confiável mas deve ser bem estudado no momento do design de embalagens.

– Embalagem de papelão

Outro material muito utilizado, porém com menores possibilidades do que o plástico. O papelão, o papel e o kraft são opções possíveis para diferentes produtos, considerando a produção de sacolas e caixas. Como esses materiais são vendidos em diferentes gramaturas, esse é um fator que deve ser avaliado dentro das três funções apontadas anteriormente.

Um benefício da embalagem de papelão é a quantidade ilimitada de recortes e formatos em que pode ser apresentada. Também permite a impressão, essencial para aplicação da marca e outras informações. E, um último fator de avaliação, é a possibilidade de recolher e reciclar o material descartado.

Vale avaliar, na construção desse tipo de embalagem, sua relação com o público-alvo e com a própria mensagem da empresa.

– Embalagem de vidro

Mais uma possibilidade, porém reservada aos alimentos (conservas, temperos e bebidas), alguns cosméticos e outros produtos mais seletos. Isso, em boa parte, relacionado ao custo e ao peso, além da fragilidade e toda logística por trás das embalagens de vidro.

Para personalizar o formato de uma embalagem em vidro os custos são ainda mais altos, o que limit boa parte das marcas a investir apenas em adesivos e rótulos no design de embalagens.

Um ponto positivo é que esse tipo de embalagem, muitas vezes, pode ser reutilizado pelo próprio cliente ou então reciclado na coleta seletiva. Quando existe a primeira possibilidade, é ainda mais importante investir na presença da sua marca e identidade visual ali.

– Embalagem de metal

Esse material é viável também nas conservas e bebidas, entre outros produtos. Tem uma ótima característica de conservação e armazenamento, por não permitir a entrada de luminosidade ou ar nas latas. O metal permite gravação e impressão sobre sua superfície.

As latas de metal, inclusive, podem ser fabricadas como edições especiais, comemorativas ou para coleção, como acontece com panetones, biscoitos, perfumes, relógios, canetas e outras tantas possibilidades.

Quando inovar no design de embalagens

É essencial se destacar nas prateleiras, afinal a concorrência não é pouca. Somado a isso, as embalagens têm uma grande participação na proposta de valor de um produto, ou seja, uma oferta de benefícios que diferenciam essa solução e não outra da concorrência. Acredite, muitas pessoas (e provavelmente você também), aceitam comprar um produto mais caro só pelo diferencial da embalagem, que pode estar no design ou nas utilidades e funcionalidades relacionadas.

Destacamos agora dois pontos em que sua marca pode se destacar e inovar a partir do design de embalagens. Confira e avalie as possibilidades para seu negócio:

– Com embalagem de presente

É o exemplo já citado aqui. A embalagem de presente de um produto pode ser uma edição especial, mais elaborada como acontece com algumas marcas de chocolate durante a Páscoa e datas comemorativas, ou então um tipo de sacola ou caixa próprios da sua empresa ou loja, personalizadas com a identidade visual da marca e também elementos de comemoração, como as ilustrações e textos.

Produtos especiais, já embalados com características de presente, têm muito mais valor agregado para o público, que quase sempre opta por opções práticas e rápidas quando estão em meio a datas comemorativas como a Páscoa, Dia das Mães, Dia das Crianças, Natal e outras mais.

Exemplos de embalagens criativas para presentear são as caixas, sacolas em tecido ou papel e as latas citadas acima.

– Em embalagem de café

O café é um produto nobre, mas muito acessível e querido pelo público. Produtores de café (atenção se este é o seu caso) constantemente procuram melhorias e diferenciais para suas embalagens personalizadas, sem perder a conservação do produto e suas principais características: sabor e aroma.

Essas embalagens podem ser produzidas em papel ou plástico, desde que contem com uma vedação adequada. A concorrência nas prateleiras é grande, por isso o design deve ser bem aplicado para atrair os olhares do público, além de apresentar todas informações obrigatórias para regulamentação de alimentos. É importante apresentar também selos relacionados a origem dos grãos e principais características do produto.

Como fazer design de embalagem?

Você já está um passo na frente desse processo, afinal já aprendeu aqui os materiais para embalagens personalizadas e as funções que essas devem cumprir. Sabe também o que é a identidade visual de uma marca e que ela deve ser aplicada para trabalhar branding e lembrança da marca, além da fidelização de clientes.

Como o processo de desenhar uma embalagem é mais do que apenas criativo, pois também é necessário considerar a produção, gravação e recorte desejados para a peça final.

Felizmente, um profissional de design gráfico concentra todos esses conhecimentos e necessidades do processo de criação de embalagens personalizadas. Um designer trabalha justamente para conhecer a fundo o mercado e o produto que você quer apresentar, assim a embalagem fica muito mais atrativa e próxima do público correto.

A BST! Design tem mais de 15 anos de experiência nessa área, atendendo clientes dos mais variados mercados para produção de embalagens, identidades visuais e outros projetos gráficos. Conheça nosso portfólio aqui e encontre inspirações para seu design de embalagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *