Quais itens são obrigatórios nos rótulos de alimentos?

Quais itens são obrigatórios nos rótulos de alimentos?

Embalagens são essenciais para todos os tipos de produtos, pois são responsáveis por apresentar ao cliente as principais informações que ele precisa e quer saber a respeito do que está consumindo.

O design de embalagens é responsável por tornar seu produto atrativo e, ao mesmo tempo, adequar a funcionalidade a que se destina a embalagem, seja ela de transporte e proteção do produto e de comunicação da sua marca.

No caso das embalagens para alimentos a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é responsável pela regulamentação, desde os materiais de fabricação às informações que devem estar obrigatoriamente presentes nos rótulos, frascos e caixas de alimentos. E você sabe quais são eles?

Descubra a seguir quais são os itens obrigatórios nos rótulos de alimentos.

Tabela nutricional

A tabela nutricional, ou quadro nutricional, é responsável por apresentar ao consumidor a informação nutricional dos alimentos prontos que são produzidos, comercializados e embalados sem a presença do consumidor. Desta forma, ela possibilita avaliar a qualidade do alimento e qual a melhor opção para consumo.

Na tabela nutricional estão presentes informações como valor calórico, carboidratos, proteínas, gorduras e sódio em %VD (porcentagem em valores diários). Elas podem ser apresentadas em tabelas verticais ou horizontais, descritas de forma linear ou em formato simplificado, porém, devem sempre ser completas.

Alguns alimentos, como os fatiados pelos próprios supermercados, produtos in natura como carnes, frutas e verduras, bebidas alcoólicas e especiarias não precisam conter essa informação.

Lista de ingredientes

Outro elemento obrigatório no rótulo de alimentos é lista de ingredientes e tem como objetivo orientar ao consumidor quais estão presentes no alimentos. essa informação é importante para identificar se o alimento contém algo que possa ser prejudicial à sua dieta, no caso de pessoas com doenças como diabetes (açúcar) e hipertensão (sal) e glúten (celíacos), por exemplo.

A ordem deve ser descrita linearmente onde o ingrediente de maior quantidade esteja primeiro e o último seja o de menor quantidade. É importante sempre oferecer informações verdadeiras e legíveis ao consumidor.

Informações do fabricante

As informações sobre a origem são responsáveis por esclarecer ao consumidor qual a procedência dos produtos e também devem estar presentes nos rótulos de alimentos.

Essas informações permitem ao consumidor saber a razão social do fabricante, seu local de origem (município, país e endereço completo), número do lote de fabricação para rastreio, data de validade e formas de contato com o fabricante para que, caso necessário, o cliente entre em contato.

Todas essas informações do fabricante são obrigatórias e devem estar legíveis na embalagem e descritas de forma linear.

Conteúdo líquido

O conteúdo líquido informa ao consumidor qual é o peso líquido do alimento, ou seja, qual a quantidade de produto presente na embalagem. Ele pode estar indicado em unidade de massa (quilo ou grama) e volume (litro ou mililitro).

O fabricante que não informa corretamente o peso líquido de um produto pré medido corre o risco de penalização, pois o consumidor tem o direito a saber qual a real quantidade de alimento está levando para casa.

Além disso, existem alimentos como café, arroz e sal que tem conteúdos padronizados para embalagens. Por exemplo, pacotes de 100g, 250g, 1kg e etc.

Avisos e selos

A regulação de embalagens de alimentos tem alterações constantes para melhor adequar ao direito do consumidor, oferecendo transparência nas informações e uma opção de uma alimentação saudável.

Por isso, ao longo dos tempo, além de informações como a data de validade, com dia mês e ano, foram sendo incorporadas informações nos rótulos de alimentos que contém na sua fabricação ingredientes alergênicos como, por exemplo, lactose e glúten e outros avisos e selos de procedência.

Agora que você já sabe quais são as informações obrigatórias para os rótulos, que tal conhecer os melhores materiais para embalagens de alimentos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *